SOMENTE MELHOR

Paulo Aguiar
14/09/87

Quando vou poder
Voltar a ser poeta
Quando vou querer
Sonhar com tudo isso
Eu estava doidão
Viajando na vida
Sentia a solidão
Frente a gringa bandida
Andava perdido
Nas asas do avião
Corria às suas praças
Procurando meu candango
Meu amigo, meu irmão...
Mas só achava bonito
O concreto erguido
E as linhas arrojadas.
Quis saber das pessoas
Mas, elas...
Não sabiam de nada
Hoje não tem branca
E nem as outras
Se vou às ruas
Acho todas loucas
Talvez falte pouco
Porque tudo ficou
Somente melhor

Próxima                                    Faça sua crítica